Festival Internacional de Cine de Gibara  (Cuba)
fic gibara.png

Criado em 2003 pelo famoso diretor de cinema Humberto Solás, o Festival Internacional de Cine Pobre de Gibara nasceu com o objetivo de gerar um circuito cinematográfico alternativo fazendo um concurso de filmes realizados com um orçamento menor de 300 000 $.

Os participantes podem competir em modalidades diferentes dependendo das suas criações. Desde o concurso de projetos em maquete e guiões inéditos para longas-metragens há competição de curtas-metragens e longas-metragens, passando pelos documentários. Os participantes também podem desfrutar de videoarte, amostras de novas tecnologias, entre outros.

Com um prémio máximo de 15 000 €, em material cinematográfico ou numerário, os participantes são provenientes de uma grande diversidade de países como EUA, Índia, França, Equador, Chade, Macedónia, entre muitos outros.
Os temas estão abertos, uma vez que o objetivo, além do económico, é a criação de novas oportunidades, intercâmbios culturais e laços entre vários países para conhecer as suas próprias culturas.

Celebrado no mês de Abril na "Villa Blanca" de Cuba, a pedido do próprio Solás, em reconhecimento ao carinho por esta cidade, um dos lugares onde rodou Lucía em 1968. Gibara prepara-se anualmente para este festival que recebe durante 7 dias personalidades locais e internacionais, abrindo um espaço cultural de debate e intercâmbio de ideias.

ficgibara.com